Dias melancólicos

Essa semana, meus lindinhos de SP, Pink e Nick vieram passar a semana comigo, e a Jolie que mora aqui, foi passar uma temporada em Sp com a minha mãe!
É um troca troca engraçado, mas desta história, quem ficou com a pior parte fui eu!
Na verdade, a Pink e o Nick vão operar, deixei-os hoje cedo na clínica em jejum, conforme o combinado, mas confesso que dói meu coração ficar longe deles assim.
A Pink vai castrar... já teve sua prole uma vez e agora vai sossegar a periquita... já o Nick... meu velho Nick vai tirar umas verruguinhas por conta da idade...o pior foi ter a constatação da veterinária: ele está com catarata.
Confesso que neste momento, me deu uma vontade de correr pro colo da minha mãe e pedir que ela resolvesse as coisas da melhor forma, sem que eu fosse a responsável por isso...sem que eu ficasse sabendo que a velhice dele chegou, bem quando eu estou longe e não tenho tanto tempo pra me dedicar a ele. Aos meus 11 anos, queria de qualquer forma um cachorro, e foi ai que o Nick apareceu em uma festa surpresa, com uma correntinha improvisada da minha mãe escrita: você cuida de mim?
Ele transformou minha vida, me mostrou a lealdade, o companheirismo, o verdadeiro amor; Eu sei que com ele é "se você chora eu choro, se você pula eu pulo" - sinto como se ele pudesse me dizer isso.
Agora vejo eu, tão nova ainda, começando minha vida, e meu 'filho'... ahn, ele já teve uma filha (a Pink), já teve crises de ciume por dividir meu amor com ela, já me detestou quando eu saí de casa e o deixei e mais ainda quando comprei a Jolie, e agora, percebo que ele sente minha falta, mais do que eu sinto dele.
Eu sei que saberia viver sem ele, morar longe dele me mostrou isso, mas só agora eu sei que ele não saberia viver sem mim.
Quero que ele chegue logo em casa pra que eu possa abraçar ele... porque eu, posso ter quantos cachorrou quiser e ter o carinho de todos, mas ele, só teve um amor, uma dona. Eu.

2 comentários:

Larissa disse...

nada como um cachorrinho rpa alegrar nossas vidas! =)

nayara disse...

E quando chegamos em casa?!

Eles correm pra nos abraçar(Tudo bem que não de braços abertos)...

Mas enfim, dá pra sentir que o que mais desejam naquela hora é um forte abraço, um carinho na cabeçinha, um olhar!...Que venhamos e convenhamos...O mais sincero que já vi na vida!

Que o Nick fique bem!

BeijoOo >♥<

Postar um comentário

Seguidores